Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Meia Laranja Inteira

Halfway there...

Meia Laranja Inteira

Halfway there...

Sobre a manifestação dos taxistas...

Hoje os taxistas "manifestaram-se" / "protestaram" contra a Uber...

Considero o aparecimento destas plataformas de transporte (como a Uber)  uma consequência da evolução tecnológica e social, a que temos o privilégio de assistir nesta era. Penso que trazem competitividade e melhoria ao serviço de transportes. No entanto, os vazios legais que possam beneficiar estas plataformas, em detrimento dos taxistas, têm de ser preenchidos e as injustiças que possam existir devem ser eliminadas. Mas isto sou só eu.

 

Os protestos de hoje tiveram direito a acompanhamento "ao minuto" pelos meios de comunicação social e mereceram hashtags nas redes sociais, tal foi a sua dimensão.

De facto, as redes sociais e os media não deixaram passar em branco os atos de violência física e verbal desta manifestação. É legítimo.Também condeno a violência. Sempre e de todas as formas.

 

Agora não podemos embarcar numa onda de crucificação generalizada de todos os taxistas... E parece tão tipicamente português...  abraçar assim uma opinião grupal e sem individualidade ...

 

Por outro lado, este protesto veio consumir um pouco do espaço que a Maria Leal havia ocupado nas redes sociais... E isso é sempre bom!

 

VAAAAAAAAAAAMOS!!!!!


Imagem de:http://caramao.blogs.sapo.pt/arquivo/forca%20portugal1.JPG


E está quase a chegar a grande hora... Depois da febre de esperar horas para ver passar a camioneta (de vidros fumados?) da selecção, depois de pendurarem bandeiras em todas as janelas e varandas, depois de se obrigarem a ver o telejornal só para no final poderem ver a "casinha" dos jogadores... o povo português vai FINALMENTE poder ver os nossos "incríveis" jogarem à bola! É para isso que eles servem, não é?


E eu também estou à espera de ver o joguinho. Mas é mais pela ânsia do festejo no final! (ó pra mim a esfregar as mãozinhas de contente!)


VAMOSSSS! Vamos ganhar isto!


Forca - Nelly Furtado

Quem canta, seus males espanta!





Quero um destes! Apesar de a Galp ter anunciado hoje que vai baixar o preço do gasóleo... SIM, É VERDADE! Vai baixar meio cêntimo por litro! Apesar de ter sido feito este anúncio, não me apetece propriamente dar saltos de alegria... Se calhar, é porque trabalho a mais de 50Km de casa... e não é o meio cêntimo que me vai melhorar o orçamento...

Não, não dou pulos de alegria, mas canto (com a música da Janis Joplin)
" Oh Lord, won't you buy me a litlle EV,
my friends all ride bikes, but my muscles are tired...
I work all day long, but the euros are short,
so lord, won't you buy me... a little EV!"



Mercedes Benz - Janis Joplin

Prémio "Parece mentira, mas é verdade"

Notícia do dia:
.
"Um elemento da PSP do Porto, que se encontra de baixa médica, foi detido por colegas, depois de ter acusado uma taxa de alcoolemia que rondaria os 2,40 gramas de álcool por litro de sangue.
Momentos antes, o agente, de 47 anos, embateu com a sua viatura particular noutro veículo, não parou e foi interceptado pelo condutor lesado. Terá então protagonizado uma grande confusão na Estação de Campanhã, no Porto, tendo alegadamente agredido um jovem que nada tinha a ver com o assunto.
Apesar do acidente, que se limitou aos danos materiais, o agente prosseguiu com a marcha, em direcção a Campanhã. Inconformado, o condutor que viu a sua viatura danificada seguiu no encalço do indivíduo e conseguiu interceptá-lo no Largo da Estação de Campanhã.
.
Segundo testemunhas, o elemento policial estava "visivelmente embriagado e completamente descontrolado".(Jornal de Notícias - aqui)

Pois é... o senhor agente bebeu uns copitos a mais, e toca de pôr o carro em marcha para ver se o carrocel que girava na sua cabeça amainava um bocadito. Ao que parece amainou, mas só depois de embater numa outra viatura. E como agora está na moda o 'atropela e foge' o senhor agente da referida notícia (que por acaso até estava de baixa médica) decidiu usar a nuance do 'bate e foge, para ver se me apanhas'... E não é que apanhou mesmo!?!?! Apanhou-o em Campanhã e até lhr trouxe uns colegas para o acompanharem a casa. Ora amigo mais amigo, não podia haver, não é?
.
Não é notícia nenhuma que os senhores agentes gostam de emborcar uns tintóis que eu já os topei nalgumas tascas... O que me surpreendeu nesta notícia, é que o referido polícia nem sequer estava de serviço... mas de baixa médica!!!
.
Terá sido prescrição médica? Pode ter sido. E, neste caso, será atenuante para o facto de ter abandonado o local do acidente? É bem capaz... Com sorte, o senhor polícia ainda consegue processar o moço que, sem ter nada a ver com o caso, ainda levou no trombil... por se ter atravessado no caminho de um homem doente, dificultando-lhe a passagem...
.
Não me admirava muito... No país que temos.


Porque hoje é hoje...


Dia um de Abril, vulgo dia das mentiras...


Entre 1996 e 2006, portanto nos últimos 10 anos, o abandono escolar praticamente não diminuiu em Portugal, pois passou de 40,1% para 40%, enquanto a média comunitária desceu de 21,6% para 17%, ou seja, registou uma redução de 18,2%. Mas ainda mais grave é que o abandono escolar, entre 2005 e 2006, aumentou em Portugal pois passou de 38,6% para 40%, enquanto a média comunitária continuou a descer. Confrontada na Assembleia da República com esta evolução, a ministra da Educação desvalorizou-a, o que mostra a forma como este governo trata a educação.

(http://resistir.info/e_rosa/abandono_escolar.html)


Só para que conste. A Educação vai bem em Portugal, muito obrigada.

O país que temos...



Estavam todos enganados, não era? Ou é isso ou são ignorantes...Pois.

Depois não admira... Com professores assim, claro que temos de ter ministros como os que temos! É uma cadeia... Ninguém relaciona isto!?

Ah! Pois é... agora não se relacionam conteúdos... Não se exige ao aluno que pense... O que interessa é que acabe o abandono escolar. Eles vêm todos para a escola e têm que ficar lá, independentemente da vontade que tenham para desenvolver um trabalho efectivo...

mas... deixem-nos andar e não os reprovem. Até porque isso conta para a nossa avaliação...não para a deles! deixem-nos ficar. Com sorte... chegam a ministro!