Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Meia Laranja Inteira

Halfway there...

Meia Laranja Inteira

Halfway there...

...


Eu gosto de procissões. Pronto, já disse!
Gosto das cores, das personagens que se enfunam de vida nos corpos de pessoas normais.
Gosto dos sons dos sapatos na calçada e do murmúrio da assistência.
Gosto da fotografia que fica depois.


FlashVars="backColor=fff000&primaryColor=333333&secondaryColor=999933&linkColor=999900">

Os obituários


Há um assunto que de alguns dias para cá me anda a incomodar um bocado. Não sei se convosco acontece a mesma coisa, mas eu passo a explicar melhor...
.
Na minha cidade, há locais específicos para a afixação de obituários, missas de sétimo dia de falecimento e afins. Mas não é isto que me incomoda muito. Até acho bem existir a afixação destas informações para que a comunidade religiosa possa tomar conhecimento e agendar os respectivos compromissos. O que realmente me causa estranheza é a acumulação de gente idosa em frente ao referido placard. De tal forma que se torna, para mim, impossível atravessar aquele troço de passeio e me vejo obrigada a atravessar a rua só para poder ultrapassar o emaranhado de gente que se acumula em frente ao obituário...
.
E claro que a minha mente fértil se pôs logo a congeminar hipóteses de pensamentos que atravessarão a mente daquelas pessoas ávidas por este tipo de informações...
Será que apesar de expressarem o habitual "Coitado... Era tão bom homem e já se foi... Que Deus o tenha..." Será que não se congratulam intimamente de ainda cá estarem para ver os colegas partir...?
.
Pois eu acho que sim. deve haver algum fragmento de felicidade mórbida na contemplação exaustiva do obituário da cidade... Só pode...
.
.
.
Desculpem a morbidez do post, mas tinha que desabafar...
Outros virão!

O país que temos...



Estavam todos enganados, não era? Ou é isso ou são ignorantes...Pois.

Depois não admira... Com professores assim, claro que temos de ter ministros como os que temos! É uma cadeia... Ninguém relaciona isto!?

Ah! Pois é... agora não se relacionam conteúdos... Não se exige ao aluno que pense... O que interessa é que acabe o abandono escolar. Eles vêm todos para a escola e têm que ficar lá, independentemente da vontade que tenham para desenvolver um trabalho efectivo...

mas... deixem-nos andar e não os reprovem. Até porque isso conta para a nossa avaliação...não para a deles! deixem-nos ficar. Com sorte... chegam a ministro!