Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Meia Laranja Inteira

Halfway there...

Meia Laranja Inteira

Halfway there...

Bateram-me no carro!

Bateram no meu carro!

 

Pois é! Às vezes é preciso ter azar... Ou sorte! Já conto e já se decide para que lado pender...

Comprei o meu carro há pouco mais de um mês! (não novo, que ainda não me saiu o euromilhões, mas ajeitadinho, vá...)

E pronto. Foi assim. Num mês, consegui ter a lateral esquerda toda arranhada, sem ter tido ABSOLUTAMENTE culpa nenhuma (e isto, sim... isto é um grande feito! Quem me conhece sabe do que falo! Porque embora sendo uma excelente condutora, tenho como grande defeito o de exceder, por diversas vezes, os limites de velocidade, e portanto, quando bato... não são só uns risquinhos...)

 

Mas bem, estava eu "sossegadinha" (que é como quem diz  - a labutar como uma moura!) no meu local de trabalho, quando toca o telefone... Um número de Lisboa?!? Franzi o sobrolho... Atendi, esperançada que não fosse nenhuma ação publicitária de um banco, ou companhia de seguros, ou outra coisa qualquer... De facto, era alguém de uma companhia de seguros, mas da minha companhia de seguros, que pedia para me deslocar ao lugar onde tinha deixado a viatura estacionada, e me informava também de que já se encontravam no local os agentes de segurança....

 

Ups... - pensei! Vamos lá ver o estado da coisa! E saí em passo acelerado, com uma imagem similar a esta na minha cabeça: 

 Quando cheguei ao local, já se tinha instalado uma pequena romaria: entre o senhor que me havia raspado a lateral, dois agentes da polícia municipal, dois agentes da gnr (nunca percebi porque razão é que andam sempre aos pares... passa-se o mesmo com as testemunhas de Jeová ou com os Mórmons... mas se calhar sou só eu que sou anti-social e gosto de andar sozinha...), a senhora da loja em frente, e os espetadores da esplanada ao lado... havia de facto muita gente!

E eu, quase nem os via, pois os meus olhinhos só queriam ver bem o lado do carro que estava virado para a estrada... Ok... pensei - não há sangue, não há farolins no chão... e ... ufa! Era pouco mais que isto:

 

 

Lá me apresentei  e um dos agentes da polícia municipal informou-me do sucedido e fez as apresentações necessárias: Este senhor (o sr. A) ia a passar e calculou mal a distância que o separava do seu carro e raspou-lhe a lateral. Como vimos tudo, chamamos os agentes de segurança e entramos em contacto com a sua companhia através do número que está no dístico...

O sr. A, um rapaz novinho de vinte e poucos anos, veio apresentar as suas desculpas e prontificou-se a preencher a declaração amigável, responsabilizando-se pelo sucedido.

Os srs agentes de segurança, já que eu nao ia apresentar queixa nenhuma, foram levantar as ocorrências que tinham que levantar.

Os lojistas voltaram aos seus afazeres e o pessoal da esplanada sossegou enquanto eu e o A. nos sentamos numa mesa a preencher papelada... O A. era novato nestas coisas (era a primeira vez que batia! Com o carro, claro, que das outras coias não tenho que saber!) e eu lá tomei as rédeas da coisa e armei-me um bocadinho em pro, no preenchimento da declaração amigável (que é coisa simples, mas para quem está nervoso e a tremer, pode gerar confusão!).  Preenchida a declaração, bebido o café e fumado o cigarro, lá nos despedimos - ele com a sensação de dever cumprido, e eu com aquela sensação de "Ora Bolas!" - e é curioso, porque agora que penso nisto, à distância, dou-me conta que, em muitos casamentos, a ligação sexual deve funcionar assim... com base nestas duas sensações emparelhadas... 

 

Mas pronto! Não houve mortos nem feridos!

 

Tudo tratado, agora as seguradoras que se entendam! Valeu a agitação da coisa, mas agora que arrefeceu, sinto o calor das coisas mornas (e,oh god! como eu detesto coisas mornas !!!! Para mim, ou quentes ou frias, mas isso já eram outros quinhentos!) a apoderar-se de mim e quero o meu bichinho de volta sem riscos!!!!

... Mas depois penso: Correu bem! A culpa, desta vez, não foi minha!

Mais sobre mim

Quantas laranjas?

Que horas são?

Calendário

Setembro 2016

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930

Quantas agora?